Se (Partícula apassivadora ou Índice de indeterminação do sujeito)

Se (Partícula apassivadora ou Índice de indeterminação do sujeito)

O pronome SE pode ser classificado de diferentes formas dependendo do contexto de cada frase. Geralmente o pronome se complementa verbo transitivo direto; raramente, verbo transitivo indireto.

SE:
Não tem função sintática nem morfológica

a) Partícula expletiva ou partícula de realce: virá acompanhando um verbo intransitivo.

- Murcham-se as flores.

- Eles se foram mais depressa do que eu esperava.

b)
Parte integrante do verbo: o pronome faz parte de um verbo pronominal.

- Queixaram-se do excesso de sal na comida. (o verbo é queixar-se)

- Ainda bem que jovem não teve coragem de se suicidar. (o verbo é suicidar-se)

SE: função morfológica

c) Conjunção integrante: inicia oração subordinada substantiva.

- Perguntei se ela tinha troco.

- Saberei se você não fizer a prova.

d) Conjunção adverbial condicional: introduz uma oração adverbial condicional e serve para indicar a condição.

- Se você quiser, nós vamos embora.

- Só libero sua compra se você me mostrar o comprovante de pagamento.

e) Pronome Reflexivo: serve para indicar, na voz passiva, que o sujeito pratica a ação e ela recai sobre ele mesmo, ou que dois sujeitos praticam uma ação recíproca.

- As meninas se entreolhavam com curiosidade.

- Ele se feriu com a atitude que tomou.

SE: Função Sintática

f)
Partícula apassivadora: acompanha verbo transitivo direto e serve para indicar que a frase está na voz passiva sintética. Para comprovar, pode-se colocar a frase na voz passiva analítica, como está feito abaixo.

- Fazem-se unhas. (voz passiva analítica: Unhas são feitas)

- Alugam-se casas e apartamentos. (casas e apartamentos são alugados)

g) Índice de Indeterminação do Sujeito: vem acompanhando um verbo transitivo indireto, um verbo intransitivo (sem sujeito claro), um verbo de ligação ou um transitivo direto, em casos de objeto direto preposicionado. Serve para indicar que o Sujeito da oração é indeterminado. A voz é ativa. Neste caso, caso seja feita a tentativa, não é possível pôr a oração na voz passiva analítica.

- Necessita-se de voluntários para o hospital. (VTI)

- Neste lugar se é tratado como um animal. (VL)

- Ainda se corre o risco de perder o oxigênio. (VI)

- Ama-se a Deus. (VTD)

h) Sujeito acusativo: é, aparentemente, objeto direto de um verbo e sujeito de outro ao mesmo tempo.

- Ela deixou-se levar.

- Ordenaram-se elogiar o espetáculo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário