Língua Portuguesa: O que são Advérbios de Tempo

Língua Portuguesa: O que são Advérbios de Tempo

Primeiro você deve saber o que são advérbios. Veja e depois volte aqui!


São modificadores do verbo que indicam quando uma ação ocorreu.



São advérbios de tempo as palavras: hoje, logo, primeiro, ontem, tarde, outrora, amanhã, cedo, antes, depois, ainda, antigamente, antes, doravante, nunca, então, ora, jamais, agora, sempre, já, afinal, amiúde, breve, constantemente, enfim, entrementes (enquanto isso), hoje, imediatamente, primeiramente, tarde, provisoriamente, sucessivamente.

Locuções Adverbiais de Tempo: às vezes, à tarde, à noite, de manhã, de repente, de vez em quando, de quando em quando, a qualquer momento, de tempos em tempos, em breve, hoje em dia.

É possível observar alguns traços particularizantes que distinguem umas formas de outras.

O par “cedo/tarde”, por exemplo, tem ligação direta com o processo verbal, como em: “Ele dorme cedo”.

ou

“A professora chegou tarde”.

Entretanto, não especifica uma posição no tempo determinada, ou seja, não focaliza um momento específico, e por isso pode conviver com, e até determinar, outra forma temporal precisa. Por exemplo:

O mestre chegou cedo hoje.

O mestre chegou hoje cedo.

Além da alteração semântica, a troca de posição implica também mudança do termo determinado: no exemplo acima, “cedo” refere-se ao verbo; no segundo, ao advérbio “hoje”, considerando ainda que a faixa temporária específica está sempre no “hoje”.

Como mais uma característica particular, podemos destacar que “cedo/tarde” podem ser intensificados:

O carteiro passou hoje bem cedo / muito cedo / cedo demais / cedinho.

Em relação ao grupo “ontem/hoje/amanhã”, podemos identificar uma extensão definida de tempo (24 horas), que pode se referir ao verbo, como também ao enunciado como um todo.

Porém, a característica mais notável desses advérbios é seu caráter dêitico. 

Assim, em “hoje” o tempo do enunciado coincide com o tempo de sua emissão (enunciação); “ontem” é o tempo anterior a este, e “amanhã”, o posterior. Além disso, diferenciam-se do par anterior por não serem passíveis de intensificação e por poderem desempenhar a função de sujeito.

Por exemplo:

Hoje e amanhã serão dias de festa.

Por isso, este grupo se aproxima muito mais da classe de pronomes que da de advérbios. O advérbio “agora” apresenta as mesmas propriedades de “hoje”, com a diferença de estreitar muito mais o espaço temporal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário