Língua Portuguesa: O que são Verbos Auxiliares

Língua Portuguesa: O que são Verbos Auxiliares

Em algumas situações não é possível expressar através das formas simples do verbo a circunstância que pretendemos. Neste caso, recorremos aos tempos compostos, que são formados da seguinte maneira:

VERBO AUXILIAR + FORMA NOMINAL DO VERBO (gerúndio, particípio ou infinitivo).

Exemplos:

- Vou comer pouco hoje.

- Temos estudado muito.

- Ele estava andando pela praia hoje.

Os verbos principais carregam a maior carga semântica da forma verbal composta, já os verbos auxiliares são responsáveis por marcar o tempo, o modo, o número e a pessoa daquela forma verbal.

Exemplos:


- Vou comer, vais comer, fomos comer.

- Tinha estudado, tínhamos estudado, terão estudado.

- Estou andando, estaremos andando, estariam andando.

Podemos distinguir ainda os verbos auxiliares segundo o valor semântico que carregam. Temos, assim, os verbos auxiliares modais e os verbos auxiliares aspectuais.

Verbo Auxiliar Modal


Expressam o modo como o locutor enxerga aquela ação verbal. Juntos com o verbo principal eles formam uma locução verbal. São eles: dever, poder, ter, saber, crer, precisar, etc.

Exemplos:

- João pode andar pela praia hoje.

- João deve andar pela praia hoje.

- João precisa andar pela praia hoje.

Como podemos ver, dependendo do verbo auxiliar utilizado, o locutor pode expressar certeza, dúvida, desejo, etc.

Verbo Auxiliar Aspectual


Neste caso, o verbo auxiliar acrescenta a noção de aspecto, de como a ação se realizou. São eles: estar, começar, pôr, continuar etc.

- Eles estavam assistindo TV.

- Eles continuavam assistindo TV.

- Começaram a fazer perguntas.

- Continuaram a fazer perguntas.

- Estavam a fazer perguntas.

A partir destes poucos exemplos, já podemos perceber a diferença de significado quando utilizamos algum desses verbos aspectuais. Eles agem sobre o verbo principal trazendo uma nova informação semântica, como se fossem advérbios caracterizando aquela ação verbal.


Referências:


Gramática Normativa da Língua Portuguesa (Rocha Lima)

Nenhum comentário:

Postar um comentário