A História da Vacina

A História da Vacina

A primeira vacina de que se tem registro foi criada por Edward Jenner no século XVIII.

Na época que estamos vivendo de pandemia da Covid-19, talvez a dúvida tenha surgido: Qual é a história das vacinas? E quais benefícios a humanidade obteve com tal desenvolvimento?

A história da vacina começa no século XVIII, quando o médico inglês Edward Jenner utilizou a vacina para combater a contaminação por varíola, uma doença viral extremamente grave que causava sintomas de febre alta, dores de cabeça e no corpo, lesões na pele e poderia chegar a morte do contaminado. A varíola foi a primeira doença infecciosa que foi erradicada por meio de uma vacina desenvolvida pela humanidade. 

Como a Primeira Vacina foi Desenvolvida?

O médico observou uma mulher que ordenhava vacas, ao estar em contato com o animal, essa pessoa não se contaminava com a doença. Diante dessa observação, em 1796, Jenner inoculou o pus presente em uma lesão de uma ordenhadora chamada Sarah Nelmes, que possuía uma doença semelhante a varíola, em um garoto de oito anos de nome James Phipps. O menino adquiriu a infecção de forma leve e, após dez dias, estava curado. Depois, Jenner inoculou em Phipps pus de uma pessoa com varíola, e o garoto nada sofreu. Pronto, surgia nessa época a primeira vacina.


E o que inclusive teve origem até no nome "vacina", o termo vacina tem origem do latim e significa “de vaca”, uma referência à forma como a vacina foi criada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário