O que motiva as crianças a aprenderem (e o que não funciona)

O que motiva as crianças a aprenderem (e o que não funciona)

Para quem trabalha na área da educação, seja como professor, ajudante, auxiliar ou até mesmo mãe e pai, fazer com que uma criança aprenda, sem precisar dar um nota 10 ou oferecer algo em troca, apenas fazer a criança entender o quão importante é o estudo, parece até um sonho, não é mesmo?

O que os especialistas dizem, parece contradizer muito o que a gente pensa. As crianças tem um intuito de explorar e ser muito curiosas. Segundo especialistas, é só mais tarde que elas conseguem aprender a fazer algo (como se sentarem quietas à mesa do jantar) para obter um prêmio ou evitar um castigo.

Alguns estudioso do assunto, pesquisaram o que chamaram de motivação intrínseca que existe própria nas crianças mais novas. "A motivação intrínseca começa muito cedo. As crianças são proativas e curiosas por natureza", diz à BBC o professor Frédéric Guay, especialista em motivação na Universidade Laval, em Québec, no Canadá. "Educadores do sistema escolar precisam nutrir essa motivação."

Guay e seus colegas conduziram uma meta-análise (que está prestes a ser publicada) sobre motivação intrínseca e desempenho estudantil desde a educação primária até a universitária. Eles analisaram 344 estudos e uma amostra de mais de 200 mil crianças. Os estudantes analisados completaram um questionário que media diferentes tipos de motivação, e suas notas foram compiladas.

Em seus estudos, chegaram a concluir que a recompensa para aqueles que atingissem determinadas metas, conseguem desenvolver melhor aprendizagem e sentem-se parte de um grupo. Feedback, uma palavra apenas pode fazer a diferença para uma criança, o avanço no ritmo de aprendizado foi significativo, em comparação aos que não eram motivados.

Veja a matéria completa na G1. Clique aqui.


Tags :

Nenhum comentário:

Postar um comentário