Língua Portuguesa: O que são Advérbios

No estudo da classe de palavras, o Advérbio é um dos que mais usamos!

Advérbios são palavras invariáveis que exprimem circunstância (de lugar, de tempo, de modo, etc.) e possuem a capacidade de modificar o verbo, o adjetivo, ou outros advérbios.

Exs.:

-Eu gosto muito de café. 

-Esse chocolate é muito gostoso.
-Nunca mais brigue com sua mãe.

Os advérbios, além de modificarem o verbo, o adjetivo e o próprio advérbio, também podem modificar a oração inteira. Nesse caso, o advérbio pode ocorrer em qualquer posição.

Ex.:

-Infelizmente, não encontramos nossos amigos na festa.
-Não encontramos nossos amigos na festa, infelizmente.

Quando a frase possui mais de um advérbio de modo terminados em -mente, apenas o último advérbio recebe o sufixo.

Ex.:

-O carrossel girava lenta e suavemente.

Os advérbios são classificados de acordo com as circunstâncias que exprimem. Eles podem ser de afirmação, de negação, de modo, de lugar, de dúvida, de intensidade, de tempo e interrogativos. A seguir, uma lista com os principais advérbios de cada tipo.

Advérbios de afirmação: sim, perfeitamente, pois sim, positivamente, efetivamente, certamente.

Exs.:

-A Maria sabe ler perfeitamente em francês.
-Jonas certamente conhecia a estrada. 

Advérbios de negação: não, nunca, nada, jamais.

Exs.:

-Mariana nunca teve um animal de estimação.
-Jamais faça bagunça na biblioteca!

Advérbios de modo: bem, mal, melhor, pior, certo, também, depressa, devagar e, em geral, os adjetivos femininos acrescidos do sufixo -mente.

Exs.:

-Joana caminhava depressa.
-A menina segurava a boneca delicadamente.

Advérbios de lugar: aqui, ali, lá, além, perto, longe, fora, dentro, onde, acima, adiante.

Exs.:

-Marina mora perto de Sofia.
-O cachorro está fora do quintal. 

Advérbios de dúvida: talvez, porventura, provavelmente.

Exs.:

-Talvez o João tenha viajado.
-Provavelmente a Maria não volta para o jantar.

Advérbios de intensidade: muito, pouco, bastante, menos, mais, tão, tanto, todo, completamente, excessivamente.

Exs.:

-Maria trabalha bastante para sustentar os seus filhos.
-Carlos dormiu pouco esta noite.
Advérbios de tempo: agora, já, logo, cedo, tarde, antes, depois, sempre, nunca, jamais, hoje, ontem, amanhã.

Exs.:

-João chegou agora da fábrica.
-Amanhã viajaremos para o Canadá.

Advérbios interrogativos: onde (lugar), quando (tempo), como (modo), por que (causa)

Exs.:

-Onde você está?
-Quando você volta de São Paulo?
-Como vamos voltar para casa?
-Por que vocês brigaram?

Advérbios de inclusão: até, também.

Ex.:

-A Joana também vai viajar.

Advérbios de exclusão: exclusivamente, somente.
Ex.:

-Somente Joaquim estava brincando.

Locução adverbial:

Quando duas ou mais palavras (geralmente preposição + substantivo ou advérbio) formam uma expressão que equivale a um advérbio chamamos de locução adverbial. As principais são: às vezes, às pressas, vez por outra, de qualquer modo, de propósito, em breve, à toa, às escondidas, à noite, de repente, de súbito.

Exs.:

-Carlos fez o trabalho às pressas.
-Joana errou a letra da música de propósito.

É bastante coisa, por isso leia e faça muitos exercícios para que você consiga fixar na mente as regras do Advérbio. Qualquer dúvida não deixe de comentar!



Referências:

BECHARA, Evanildo. Moderna gramática portuguesa. 38 ed. rev. ampl. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2015.

CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima gramática da língua portuguesa. 41 ed. São Paulo: Editora Nacional, 1998.
PERINI, Mario A. Gramática do português brasileiro. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.

SOUZA, Jésus Barbosa de; CAMPEDELLI, Samira Youssef. Minigramática. 2 ed. São Paulo: Editora Saraiva, 2000.

Comentários