Ficou contente "por causa que" ninguém se feriu

Ficou contente "por causa que" ninguém se feriu

É correto usar a expressão "por causa que"? 

Alguns professores e gramáticos consideram esse uso errado, dizendo que se trata de uma distorção da locução prepositiva por causa de. Outros, mais comedidos, dizem que se trata de um interessante e saboroso exemplo de linguagem popular. Na verdade, o por causa que transita livremente e cumpre sua função no domínio do discurso coloquial. É provável até que nós mesmos, vez por outra, no linguajar despreocupado e descontraído, falemos assim.

“Por causa que” ou, pior, “por causo que” não são cabíveis no discurso formal; deve-se empregar o velho e claro e bom “porque”.

Embora popular, a locução não existe. Use porque: 

Exemplo:

- Ficou contente porque ninguém se feriu.

Deixe seu comentário caso haja dúvidas!


Referências:

Duarte, Alfredo. 101 ERROS MAIS COMUNS DE PORTUGUÊS (p. 60). Unknown. Kindle Edition.

Nenhum comentário:

Postar um comentário