Nunca diga isso à seu filho

Nunca diga isso à seu filho

O medo é uma emoção instintiva e graças a ele, de uma forma evolutiva, o ser humano tem sido capaz de sobreviver ao longo dos séculos.

O medo é uma reação cerebral que ocorre quando a pessoa (ou o animal) sente que está ameaçada ou em perigo.

Portanto, quando uma pessoa sente medo, o pulso acelera, faz com que eles queiram fugir, para lutar contra o que é assustador ou até há pessoas que permanecem imobilizadas (no passado, nossos ancestrais às vezes permaneciam imóveis para passar despercebido por predadores, nem tudo foi luta ou fuga). Vamos dizer que tudo isso foi uma questão de sobrevivência.

Há algumas frases que são proibidas e que NUNCA têm que ser ditas a uma criança quando ele está com medo. As crianças quando sentem essa emoção intensa, o que elas precisam é a validação dessa emoção pelos pais ou pelas pessoas de referência que estão com ele naquele momento. Eles precisam saber que o que sentem é normal, porque sentem e o que podem fazer para deixar de sentir o medo que os paralisa. Portanto, se seu filho está com medo, nunca diga as frases abaixo.

Não diga essas coisas ao seu filho se ele tem medo


Existem tantos medos diferentes quanto crianças ao redor do mundo: água, monstros, tempestades, escuridão, etc. Por isso tenha em mente isso...

1. Pare de ter medo


Embora o que você queira é que seus filhos não tenham medo, você não pode dizer a eles para não ter medo.  Isso não os fará se sentir seguros automaticamente, mesmo se você lhes disser muitas vezes. O medo é uma emoção natural de sobrevivência da mente e você pode aprender a controlá-lo ou superá-lo, mas você não pode “deixar de ter medo do momento”.

É melhor você dizer à ele que é corajoso. Se você disser a ele que ele é corajoso, se sentirá mais preparado para superar esse medo, mas se você disser para deixa de ter medo, ele vai pensar que há algo errado.

2. Não é para tanto


Nunca desvalorize o medo que seu filho sente, porque mesmo que isso não seja nada para você, é muito para o seu filho e ele está passando por um momento ruim. Talvez seja verdade que o medo que ele tem vem de algo sem muita relevância (como uma figura na escuridão criada pela cadeira de roupa em seu quarto). Mas desconsiderar o que seu filho sente só o fará entender que suas emoções não são válidas e começarão a suprimi-las.

3. Não seja um covarde


Nunca faça seu filho se sentir ridículo porque ele tem medo de algo, nem você deve rir dele por isso. Você gostaria que eles rissem de você porque você tem medo de algo específico? Seus filhos também. O que ele precisa é que você valide sua emoção e esteja ao seu lado para lhe dar estratégias de enfrentamento, seja qual for o medo que ele possa ter naquele momento.

Espero ter ajudado, caso tenha alguma dúvida ou sugestão, não deixe de comentar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário